top of page

Courtney Love compartilha letra inédita de “Smells Like Teen Spirit” do Nirvana

Ela também explica qual dos versos ela gostaria que ele tivesse mantido na música.

CRÉDITO: Vinnie Zuffante/Getty Images


Courtney Love revelou alguns versos inéditos escritos por Kurt Cobain para o icônico sucesso do Nirvana, "Smells Like Teen Spirit", durante sua participação no podcast de Rob Harvilla, intitulado "60 canções que definem os anos 90". Durante a conversa, ela contou histórias sobre seu relacionamento com Cobain e revelou trechos de letras que o cantor havia escrito para a música mais conhecida do Nirvana.


Além de várias histórias divertidas, como a de Cobain escrevendo a emblemática faixa 'Dumb' em apenas 20 minutos enquanto estava em Amsterdã, Love também revelou alguns versos inéditos que foram escritos originalmente para o que mais tarde se tornaria 'Smells Like Teen Spirit'.



“Alguns deles estavam nesses diários e alguns deles são inéditos”, explica ela, recitando algumas letras. “Venha e brinque/crie as regras /Eu sei que espero/comprar a verdade/ quem será o rei e a rainha/de todos os adolescentes rejeitados” antes do refrão começar: “Somos tão preguiçosos/e tão estúpido/culpar nossos pais/e os cupidos/um depósito, por uma garrafa/enfiar dentro/sem modelo”, dizia o primeiro conjunto de letras.

Ela então leu um segundo rascunho da letra em voz alta: “Nós nos fundimos à frente neste dia especial/neste dia dando anistia ao sacrilégio”/“Uma negação/e de estranhos/um renascimento/e de favores /aqui estamos agora /estamos tão famosos /aqui estamos agora /nos divertindo.



Apenas cerca de cinco dessas linhas originais chegaram à versão final da música - que foi o single principal de seu álbum de 1991 'Nevermind'.


Confirmando que a versão oficial da faixa é “uma música diferente” para ela do que é visto na letra da demo, Love acrescentou: “As únicas consistências que ela mantém são: 'carregar armas e trazer seus amigos', e ' grupinho sempre foi e sempre será até o fim', é isso.”


Ela também explicou que gostaria que ele tivesse mantido a linha: “Quem será o rei e a rainha /de todos os adolescentes rejeitados”, proclamando que teria “ajudado minha vida um pouco melhor, assumindo a merda que eu e minha filha passamos”, possivelmente aludindo às críticas que recebeu após a morte de Cobain em 1994.



30 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page