top of page

Carta indelicada que John Lennon escreveu para Paul McCartney vai a leilão

Atualizado: 30 de ago. de 2022

Com um lance atual de US$ 33.000

Paul McCartney e John Lennon. Crédito: Getty Images

A famosa carta indelicada de John Lennon para Paul McCartney, foi enviada a leilão. Escrita na época como resposta à uma entrevista de Paul para Melody maker, na edição de 20 de novembro de 1971, onde McCartney fala sobre o relacionamento entre Lennon e sua viúva, Yoko Ono, e a dissolução dos Beatles.


John endereçou a carta a "Paul, Linda, et all the wee McCartneys". Nela o ex-Beatle falou sobre as minúcias do acordo de compartilhamento de royalties do Beatles, dizendo que discordava da maneira como Paul era beneficiado diretamente pelos royalties que deveriam ser da gravadora Apple Records.



Lennon também falou sobre o entendimento de Paul sobre suas músicas, rebatendo a opinião de McCartney de que ‘Imagine’ de 1971 não pretendia ser sobre política: “É ‘classe trabalhadora aqui’ com açúcar para conservadores como você”, escreveu ele. “Você obviamente não gostou das palavras. Imagine!”


No final da carta, Lennon abordou o suposto desejo de Paul de “colocar sua foto no rótulo como John e Yoko não são legais”, brincando: “Se não somos legais, O QUE ISSO FAZ VOCÊ...”


A carta termina com uma nota bastante amável, porém, quando Lennon garantiu a McCartney que ele “não tinha ressentimentos”. Ele escreveu para encerrar: “Sei que basicamente queremos o mesmo e, como disse no telefone e nesta carta, sempre que você quiser se encontrar, tudo o que você precisa fazer é ligar”.


Os lances na carta começaram em US$ 20.000 e atualmente estão em US$ 33.000 (algo em torno de R$ 170.470,00). O leilão organizado pelo Gotta Have Rock And Roll como um dos 90 itens de uma coleção de memorabilia rara dos Beatles, será encerrado na sexta-feira, 19 de agosto.

 




40 visualizações0 comentário
bottom of page