top of page

Boneca assassina M3GAN recebe título na internet de ícone queer

Akela Coopers, roteirista de M3GAN, diz que a boneca assassina está se tornando um ícone queer.

Imagem Reprodução.



Akela Cooper, a roteirista de M3GAN, comentou como a boneca assassina do filme de terror já foi apelidada de ícone queer.


Cooper questionou como a nova boneca M3GAN foi adotada por membros da comunidade LGBTQIA+ durante uma conversa com a SFX Magazine. "Na verdade, perguntei a um dos meus amigos que é gay sobre isso e ele disse que essa configuração é, na realidade, uma família escolhida, onde essa garotinha perdeu a família e precisa morar com a tia", disse ela. "Sendo assim, esta boneca também está sendo envolvida na situação. Isso é relevante para diversas pessoas na comunidade LGBT, a ideia de uma família encontrada."



Cooper disse que seu amigo aplaudiu os cineastas por escolherem um personagem com um forte núcleo emocional que atraiu a comunidade LGBTQ+. "E é como, 'Sim! 'Concordo plenamente com isso!' e é ainda melhor", disse ela. "Então, eu gosto de pensar que é o aspecto emocional que atrai as pessoas primeiro, e então os movimentos de dança extraordinários da M3GAN fecham o negócio."


M3GAN é um longa de terror e ficção científica dirigido por Gerard Johnstone, com roteiro de Cooper e James Wan. A história de terror acompanha Gemma (Allison Williams), uma engenheira de robótica que constrói uma boneca de inteligência artificial que presenteia sua sobrinha recém-órfã, Cady (Violet McGraw). A boneca logo ganha vida própria e se torna violenta ao tentar proteger qualquer um que considere um perigo para Cady.




M3GAN está atualmente em exibição nos cinemas.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page