top of page

'Batgirl', diretores lamentam o cancelamento do filme pela Warner: "Difícil de acreditar nisso"

"Talvez um dia eles resolvam lançar.”

DC Films

Os diretores do filme Batgirl, Adil El Arbi e Bilall Fallah estão extremamente chocados e abalados com a decisão da Warner Bros. de engavetar a produção praticamente pronta. A dupla de cineastas conhecidos por produções como ‘Bad Boys para Sempre' e episódios de ‘Ms. Marvel’, reagiram nas redes sociais sobre o cancelamento.


“Estamos tristes e chocados com essa notícia. Ainda não podemos acreditar nisso”, escreveu a dupla de diretores em um comunicado. “Como diretores, é fundamental que nosso trabalho seja mostrado ao público e, embora o filme esteja longe de terminar, desejamos que os fãs de todo o mundo tivessem a oportunidade de ver e abraçar o filme final. Talvez um dia eles resolvam lançar.”



Eles ainda acrescentaram: “Nosso elenco e equipe incrível fizeram um trabalho tremendo e muito bom, trabalhamos muito para dar vida à Batgirl. Somos eternamente gratos por ter feito parte dessa equipe. Foi um sonho trabalhar com atores tão fantásticos como Michael Keaton, JK Simmons, Brendan Fraser, Jacob Scipio, Corey Johnson, Rebecca Front e principalmente a grande Leslie Grace, que interpretou maravilhosamente a Batgirl com tanta paixão, dedicação e humanidade.”


“De qualquer maneira, como grandes fãs do Batman desde crianças, foi um privilégio e uma honra fazer parte do DCEU, mesmo que por um breve momento”, concluiu o comunicado. “Batgirl para a vida”.


Membros do estúdio revelaram após o cancelamento da produção, que a decisão de não lançar o filme não foi motivada pela sua qualidade ou pelo comprometimento dos cineastas. Em vez disso, a nova administração da Warner Bros. Descovery quer escalar recursos de grandes sucessos aos filmes da DC, o que ‘Batgirl’ não era porque foi originalmente concebido para o streaming da HBO Max. (via Variety)


Segundo um relatório: "A Warner Bros. fará uma redução de impostos, vista internamente como uma estratégia financeira mais sólida de recuperar os custos. Poderia justificar isso ao atribuir as mudanças de estratégia após a fusão. Fazendo isso, no entanto, significa que a Warner Bros. não pode monetizar nenhum filme – sem estreia no HBO Max, sem venda para outro estúdio”.

 

18 visualizações0 comentário
bottom of page