top of page

Amber Heard não tem dinheiro para pagar indenização a Johnny Depp


A advogada que representa Amber Heard disse que a atriz absolutamente não pode pagar uma indenização de £8 milhões a Johnny Depp após ser considerada culpada de difamação. Segundo a advogada, Amber não tem todo esse dinheiro.


Na quarta-feira (1º de junho), o júri do julgamento de Depp e Heard no tribunal distrital de Fairfax, Virgínia, decidiu a favor de Depp, concordando que ele deveria receber US$10 milhões em danos compensatórios e US$5 milhões em danos punitivos. Heard foi premiada com US$2 milhões (£1,5 milhão) depois que o júri descobriu que Depp a difamou por meio de seu advogado.


Depp acusou sua ex-esposa de difamá-lo em um editorial do The Washington Post de 2018, no qual ela escreveu sobre ser uma sobrevivente de violência doméstica. Embora o artigo de Heard não tenha mencionado Depp pelo nome, os advogados do ator argumentaram que isso implica falsamente que ela foi abusada sexual e fisicamente por ele em seu casamento.


Agora, a advogada de Heard disse ao Today que a atriz não pode pagar os danos e alegou que o julgamento que está sendo televisionado não ajudou no caso de Heard.


“Várias coisas foram permitidas neste tribunal que não deveriam ter sido permitidas, e isso deixou o júri confuso”, disse Elaine Charlson Bredehoft. Quando a apresentadora Savannah Guthrie perguntou se Heard poderia pagar os danos compensatórios, Bredehoft respondeu: “Ah, não, absolutamente não”.


Bredehoft continuou citando o veredicto em um caso de 2020 em que Depp perdeu um processo por difamação contra o The Sun por chamar Depp de “espancador de esposa” em sua reportagem.


“E o tribunal decidiu lá – e não fomos autorizados a dizer isso ao júri – mas o tribunal descobriu que Depp havia cometido pelo menos 12 atos de violência doméstica, incluindo violência sexual contra Amber”, continuou Bredehoft.


"Então, o que a equipe de Depp aprendeu com isso? Demonize Amber e suprima as evidências.”


A Entertainment Weekly informou que Heard planeja apelar do veredicto.

 


20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page