top of page

Alan James lança o single "Luz da Manhã," inspirado em Clube da Esquina e Beach Boys; ouça

Talvez o que falte na vida, em meio a todo esse caos diário, seja a positividade que Alan canta em versos grudentos e melódicos.

Foto: Mozabeli


O multi-instrumentista Alan James começou sua jornada no mundo mágico da música desde muito cedo, ouvindo Beatles e Roberto Carlos. Logo surgiu a paixão pelos instrumentos e, aos 12 anos, já escrevia suas próprias composições. Por volta de 2010 a 2016, Alan formou o duo Geminiano, com canções autorais. Nesse período, chegaram a lançar dois discos e um EP.


Em 2018, Alan lançou o álbum "Despertar" pelo selo Discobertas. Este trabalho se destacou por sua sonoridade, trazendo uma paisagem agradável e intemporal, embalada por melodias atraentes e cativantes. O disco emana aquela agridoce influência dos anos 70, como Guilherme Arantes, Lamounier, Ivan Lins, Clube da Esquina, e também um toque das influências estrangeiras, como os Beatles, Beach Boys, Todd Rundgren e Emitt Rhodes.



Em 2021, Alan James lançou o single "Tudo Com Você" um rock que marcou sua primeira colaboração com o artista e compositor Daniel Villare. No começo de 2023, Alan lançou o single "Mágica" de maneira completamente independente, marcando o fim de um hiato que durou quase dois anos. Esta canção com influências do gênero indie foi a primeira em que Alan tocou todos os instrumentos.


Elementos que se consolidaram ao longo dos anos refletem perfeitamente no novo single "Luz da Manhã," que chegou hoje (22) nas plataformas de streaming. Essa é daquelas canções pop que possuem todos os elementos essenciais para se construir uma verdadeira faixa pop. "Luz da Manhã" deixa transparecer sua nostalgia, possui camadas vintage com uma aura modernista e um olhar atencioso para a atualidade. Uma mistura ousada entre o Clube da Esquina, Beatles e Beach Boys, aliás, são referências que estão presentes desde muito cedo na trajetória de Alan.


A letra lírica parece ter sido concebida durante uma jornada onírica, com todos os ingredientes para se tornar intemporal. Talvez o que falte na vida, em meio a todo esse caos diário, seja a positividade que Alan canta em versos grudentos e melódicos: "A luz que me invade e me faz sonhar, com seu calor, é a mesma que me faz acordar de um sonho que eu vou viver."



Ouça "Luz da Manhã abaixo:



O Teoria Cultural agora tem um canal no Whatsapp, siga a gente por lá para não perder nenhuma informação e novidade sobre o mundo pop. Acesse o canal aqui.

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page