top of page

'A Noite Amarela' enaltece o cinema de gênero no Brasil ao flertar terror com psicodelia .



'A noite Amarela' (2019), filme do diretor brasileiro Ramon Porto Mota (responsável pela obra catártica ‘O Nó do Diabo' de 2017), se sobressai muito bem entregando uma narrativa nada convencional fugindo de padrões fabricados pelas produções comerciais. O filme explora com um certo ar soturno, os elementos de um terror fantasmagórico revestido de camadas introspectivas e psicodélicas, passando a soturna impressão de um sonho onírico totalmente confuso e surreal.


A premissa da obra- segue um grupo de jovens em uma viagem para a remota (esquisita) cidade de Pacato Velho, na Paraíba, em comemoração de formatura do ensino-médio. No entanto, a diversão e festa dessa “galera” vai ser interrompida por acontecimentos estranhos e bem esquisitos, como se a cidade abrigasse um horror insondável.


A Noite Amarela’ é daqueles filmes de terror psicológico contemporâneos que assusta e perturba sem ser apelativo, o terror aqui, nasce do desconhecido, do estranho, da fotografia escura com tons psicodélicos e esquizofrênicos que habitam a maioria das cenas, transmitindo aquela sensação de frio na espinha, ar gélido e sem vida. São detalhes que criam uma atmosfera visonha retratando temas bem complexos como a passagem da adolescência para a vida adulta, o medo do desconhecido, as incertezas sobre o futuro, o que você vai querer fazer da vida? Casar, ter filhos, pagar contas, trabalhar, uma vida assombrosa diante do atual cenário em que o Brasil se encontra, sem perspectivas, onde o futuro ainda é um caminho incerto e assustador.

Ramon soube muito bem brincar com os elementos do terror e, ao mesmo tempo, enfatizar criticas bem oportunas sobre o quadro socioeconômico do Brasil, introduzindo sua narrativa de forma irracional, retratando assim as mazelas de um país que cai pouco a pouco sobre suas próprias ruinas.

O filme é de 2019, antes desse cenário pandêmico, mas parece fazer uma leitura precisa e exata de tudo que estamos passando e vivendo, um terror psicológico a cada novo dia, sem falar nos desmanches de nossos direitos sendo tragados pouco a pouco por verdadeiros (sanguessugas). Esse é o terror onde nos encontramos e não é tão diferente assim, do qual esses jovens em 'A Noite Amarela' estão submersos.



A obra lança alguns questionamentos para o telespectador, como: o que de fato está acontecendo? Existe mesmo o mal nessa terra? Ou tudo isso não passa de um sonho onírico repleto de imagens jogadas no vazio para representar o cavo da alma, a futilidade e inocência da adolescência. Afinal de contas, esses jovens estão prestes a adentrar em um mundo novo e desconhecido, novas descobertas, anseios, medos e novos prazeres, tendo que deixar a vida confortável da casa de seus pais, e se jogarem para fora de suas zonas de confortos.


A Noite Amarela’ é um filme experimental e complexo, emanado por um poder criativo cinematográfico peculiar, produzido com baixo orçamento, o que exalta a criatividade artística e inteligência de Ramon Mota como diretor. Se você ainda não viu? Veja, vale a pena dar uma chance.

 

Ficha Técnica

A Noite Amarela

Data de lançamento: 10 de outubro de 2019

Gênero: Terror

Direção: Ramon Porto Mota

Duração: 1h 42 min

Onde Ver: Apple TV e You Tube


 

Veja o trailer do filme abaixo:


 

Sobre Marcello


É editor e criador do Teoria Cultural.

Pai da Gabriela, Técnico em Radiologia, flamenguista, amante de filmes de terror. Adora bandas como: Radiohead, Teenage Fanclub e Jesus And Mary Chain. Nas horas vagas, gosta de divagar histórias sobre: música, cinema e literatura. marce.almeidasilvaa@gmail.com

 


23 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page